Maragojipe em Ação com neto do PT


Venha fazer parte e contribuir para, mais este veiculo de comunicação do nosso Município e toda região, com força, responsabilidade e transparência, assim como é o espirito do homem público e politico Neto do PT.

Loading...

quinta-feira, 8 de dezembro de 2011

Dono de recorde no Vitória, Cerezo vai disputar o seu primeiro Baianão

Treinador comandou o Vitória em 27 ocasiões, todas pelo Campeonato Brasileiro da Série A em 1999

Por GLOBOESPORTE.COM Salvador
Técnico Toninho Cerezo      (Foto: Rodrigo Fuscaldi/Globoesporte.com)Cerezo nunca disputou um Campeonato Baiano
(Foto: Rodrigo Fuscaldi/Globoesporte.com)
Quando a bola rolar no dia 18 de janeiro, no estádio Pedro Amorim, na cidade de Senhor do Bonfim, onde o Vitória enfrenta o Feirense, Toninho Cerezo fará a sua estreia na disputa do Campeonato Baiano.
Campeão de competições como a Libertadores, o Mundial de Clubes e o Campeonato Italiano - como jogador - além do Campeonato Japonês e dos Emirados Árabes, o novo treinador do Vitória vai desfilar, pela primeira vez, o estilo boleiro e o bom humor, que são marcas registradas da sua carreira no futebol, pelos estádios da capital e do interior baiano.
Treinador do Vitória em 27 ocasiões, Cerezo nunca disputou o campeonato estadual da Bahia. Quando comandou o Vitória entre julho e dezembro de 1999, apenas o Campeonato Brasileiro estava em disputa. Naquele ano, o Vitória foi campeão estadual (título dividido com o Bahia) e da Copa do Nordeste, sob o comando de Ricardo Gomes.
Depois da passagem de 12 anos atrás, Cerezo volta com a missão de devolver ao Rubro-Negro o posto de campeão estadual. Em 2011, a título ficou com o Bahia de Feira de Santana, que impediu o inédito pentacampeonato do Vitória.
Começo irregular, jogo histórico e campanha épica
Quando estreou no comando do Vitória no dia 25 de julho de 1999, Toninho Cerezo não deu pinta de que começava ali um momento histórico da história do clube. A derrota por 2 a 0 para o Coritiba, no Couto Pereira, não foi um bom começo. Sete dias depois, a primeira vitória: 2 a 1 sobre o Palmeiras no Barradão. Até entrar nos trilos, o Leão fez uma campanha irregular, e chegou a perder quatro jogos seguidos. No entanto, Cerezo, que chegou no clube para substituir Ricardo Gomes, foi mantido.
Depois disso, o Vitória chegou a sete jogos sem perder. Maior sequência de um treinador no comando do Rubro-Negro baiano em Campeonatos Brasileiros. A boa arrancada final rendeu ao Vitória a sexta colocação na primeira fase e a classificação para os play-offs daquele ano.
O adversário foi o todo poderoso Vasco, cheio de craques como Mauro Galvão, Juninho, Felipe e Viola, mas os comandados de Cerezo não tomaram conhecimento. No dia 14 de novembro de 1999, Vitória e Vasco fizeram um dos maiores jogos da história do Barradão. O Leão venceu por 5 a 4 e levou a vantagem para as duas partidas seguintes no Rio de Janeiro.
Os baianos avançaram para a fase seguinte, onde foram eliminados pelo Atlético-MG nas semifinais. A épica campanha de 99 teve 27 jogos com 12 vitórias, 6 empates e 9 derrotas.

Nenhum comentário:

Postar um comentário